13/07/2020
SANEAMENTO

Sabesp investe R$ 27 milhões em Piracaia

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e a Prefeitura de Piracaia assinaram contrato para serviços de água e esgoto no município paulista. O acordo prevê investimentos de R$ 27,4 milhões para ampliar a oferta de água, além da coleta e do tratamento de esgoto, pelos próximos 30 anos. 

Entre as obras a serem realizadas pela Sabesp estão a instalação de redes de água nos bairros Vale do Atibaia 1 e 2, no valor de R$ 3 milhões, uma nova captação na represa Cachoeira, orçada em R$ 500 mil. Outro destaque serão os trabalhos, com início em breve, para construção de infraestrutura de abastecimento de água e coleta de esgoto no Jardim São Domingos. O investimento no bairro será de R$ 1 milhão. As obras devem proporcionar melhorias significativas nos sistemas de saneamento e manter os atuais índices próximos de 100% na cobertura de água e esgoto na área atendível. 

“A Sabesp está pronta para levar o saneamento e garantir abastecimento de qualidade, coleta e tratamento dentro do padrão ideal para Piracaia. O município é muito especial, pois é uma área de manancial, e reforço aqui nosso compromisso com essas áreas. Elas são importantes não só para quem mora lá, mas para o Estado como um todo, pois a preservação da área de manancial é fundamental para garantir a qualidade do meio ambiente. Cuidar delas é nossa responsabilidade”, afirmou Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo. O diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, afirma que Piracaia é parte importante no Sistema Cantareira, o principal manancial da Grande São Paulo. “É uma satisfação para a Sabesp ter esse contrato regularizado. Piracaia é um município-chave que está dentro do nosso Sistema Cantareira, um sistema essencial para a produção de água potável na Região Metropolitana, e com certeza vamos auxiliar em tudo o que for necessário no ponto de vista de conservação dos mananciais do município. Isso é muito importante para a Sabesp: manter a qualidade da água”, explicou.