05/01/2021
ICMM

Importância da mineração na economia

O Conselho Internacional de Metais e Mineração (ICMM) publicou, em dezembro de 2020, dois relatórios que contribuem para a base de evidências de que países dependentes de mineração, caso bem governados, conseguem grandes melhorias. 

Com publicação bienal, o 'Papel da Mineração nas Economias Nacionais: Índice de Contribuição da Mineração' do ICMM classifica 183 países em todo o mundo de acordo com a importância relativa da mineração para a economia daquele país. Em dezembro, o ICMM divulgou a 5ª edição do índice, onde pode-se constatar que, entre 2016 e 2018, muitos dos países mais pobres do mundo continuam a contar com a renda da mineração como principal motor da atividade econômica. Em todas as cinco edições do MCI, as 25 primeiras do índice continuam dominadas por economias de baixa e média renda. Quando comparado com o Índice de Governança de Recursos do Natural Resource Governance Institute (NRGI), verifica-se que 84% desses países são definidos como possuidores de padrões de governança fracos, insatisfatórios ou insuficientes. 

O segundo relatório divulgado pelo ICMM em dezembro foi o 'Relatório de contribuição tributária dos membros do ICMM: atualização de 2019', preparado pela PwC, o qual conclui que, de 2013 a 2019, os participantes da pesquisa dos membros do ICMM relataram pagamentos de imposto de renda corporativo (CIT) totalizando US$ 96,6 bilhões e pagamentos de royalties de US$ 56,7 bilhões , totalizando uma contribuição de US$ 153,3 bilhões para as finanças públicas. O relatório mostra que, após uma queda no primeiro semestre de 2016, os preços das commodities se recuperaram e, juntamente com o crescimento econômico geral, levaram a um aumento de impostos e royalties. Maiores informações podem ser obtidas no http://www.icmm.com/en-gb/news/2020/economic-contribution-reports-publication.