15/04/2016
HENKEL

Expectativa de cumprir metas em 2016

“O ano passado foi excelente para a Henkel. Apesar de um ambiente econômico difícil, alcançamos ótimos resultados. Estamos bem encaminhados para cumprir nossas principais metas para 2016, e criamos alicerces sólidos para o futuro da Henkel”, disse o CEO, Kasper Rorsted, durante a Reunião Geral Anual da Henkel realizada segunda-feira, 11 de abril. O executivo mencionou ainda o progresso conquistado com a implementação da estratégia para o ano e apresentou exemplos específicos de como a Companhia teve sucesso em buscar suas quatro prioridades estratégicas: Outperform – Globalize – Simplify – Inspire.

Os dividendos propostos para ambas as classes de ações aumentaram em 16 centavos, totalizando 1,47 euros por ação preferencial e 1,45 euros por ação ordinária, o que corresponde a uma proporção de pagamento de aproximadamente 30%. Assim, os dividendos foram elevados a um novo patamar com aumento de mais de 12% em comparação com 2014. Considerando o atual ano fiscal, Rorsted enfatizou o alto nível de incerteza nos mercados: "O ano de 2016 será outro desafio. A volatilidade dos mercados de câmbio estrangeiros permanecerá e as grandes moedas, especialmente nos mercados emergentes, podem se depreciar ainda mais”.

O CEO disse que apesar do ambiente difícil, a expectativa é registrar crescimento orgânico das vendas de 2% a 4% no ano fiscal completo de 2016. Para o EBIT, a projeção é que cresça para 16,5%, e os rendimentos ajustados por ação preferencial cresçam entre 8 e 11%, concluiu.

Até o final de 2016 a Henkel pretende gerar vendas de 20 bilhões de euros, sendo 10 bilhões de euros oriundos de mercados maduros e mercados emergentes. Além disso, a Henkel visa aumentar os rendimentos ajustados por ação preferencial em uma média de 10 por cento ao ano entre 2013 e 2016. No período de 2013 a 2015, a Henkel obteve um crescimento anual médio em rendimentos ajustados por ação preferencial igual a 9,7%. Rorsted reconfirmou o compromisso de atingir a meta de 10% de CAGR (Taxa Composta de Crescimento Anual) para o atual ciclo estratégico ao fim de 2016. “Para nós, o alvo central é o rendimento ajustado por ação preferencial”, disse ele. “É esse valor que mostra o quão bem lidamos com a volatilidade e as crises em nossos mercados e é dele que são derivados os dividendos aos nossos acionistas”.

Em sua última declaração na Reunião Geral Anual da Henkel como CEO da empresa, Kasper Rorsted agradeceu o Conselho de Administração e o Comitê de Acionistas por sua cooperação construtiva no decorrer dos anos e aos acionistas por sua confiança. Ele expressou gratidão especial a Simone Bagel-Trah,Presidente do Comitê de Acionistas e do Conselho de Supervisão, por sua confiança e apoio, e ela, por sua vez, agradeceu a ele por seu serviço bem-sucedido na Henkel. Simone apresentou Hans Van Bylen, que assumirá como novo CEO em 1º de maio. Hans Van Bylen está na Henkel há mais de 30 anos, dos quais 11 como membro do Conselho de Administração. Além disso, ela deu as boas-vindas a Pascal Houdayer, o novo membro indicado ao Conselho que assumirá a responsabilidade pela unidade de Beauty Care na mesma data.