07/03/2016
BAYER

Vendas crescem 12% em 2015

"Operacionalmente foi outro ano recorde para a Bayer. As vendas atingiram o nível mais alto na história da empresa, superior a 46,324 milhões de euros, um crescimento de 12,1%. O Ebitda cresceu 18,2%, para 10,266 milhões e estabeleceu novo recorde”, disse o Presidente do Conselho de Administração, Dr. Marijn Dekkers. "Estrategicamente, temos tomado todas as medidas necessárias para tornar a Bayer uma empresa Life Science pura", disse. O lucro líquido subiu 20%, para 4.110 milhões de euros.

As vendas da divisão HealthCare passaram de 19 bilhões para 22,8 bilhões, 19,9% a mais que em 2014. "Este crescimento foi impulsionado pelos produtos farmacêuticos recém-lançados", explicou Dekkers. "Os negócios também cresceram em todos os segmentos Consumer Health. “O considerável crescimento das vendas foi principalmente atribuível aos produtos adquiridos da Merck & Co., Inc., Estados Unidos, e pelos efeitos do câmbio. As vendas do segmento de Produtos Farmacêuticos cresceram 9,9%, para 13,745 bilhões. Os produtos lançados recentemente - o anticoagulante Xarelto ™, o medicamento ocular Eylea ™, os medicamentos contra o câncer Stivarga ™e Xofigo ™e Adempas ™para tratar a hipertensão pulmonar - registraram vendas combinadas de 4,231 bilhões de euros. Entre os produtos principais estabelecidos da Bayer, os dispositivos intra-uterinos com hormônio da família de produtos Mirena ™e a droga contra o câncer Nexavar ™, em particular, foram bem sucedidos. As vendas desses produtos aumentaram 5,7% e 7,4%, respectivamente.

As vendas do segmento de Consumer Health avançaram 5,1%, para 9,129 milhões de euros. A Consumer Care atingiu 1,770 bilhão de euros  com os produtos adquiridos da Merck & Co. O produto skincare Bepanthen ™/ Bepanthol ™registou um crescimento considerável de 11,5% por cento. O Ebitda da área de Healthcare atingiu 6,419 bilhões, alta de 19,8% sobre 2014.

A divisão CropScience da Bayer obteve vendas de 10,367 bilhões de euros, 9,2% a mais que em 2014. "Apesar de um ambiente de mercado mais fraco, as vendas da CropScience aumentaram ainda mais", salientou Dekkers. "Nós, portanto, crescemos mais rápido, em média, do que os nossos concorrentes mais importantes”. O Ebitda da divisão CropScience aumentou 2,4%, atingindo 2,416 milhões de euros.

As vendas da Covestro, divisão de polímeros de alta tecnologia, alcançaram 11,982 bilhões de euros, um avanço de 2,8% em 2015. O Ebitda aumentou 39,8%, para 1,659 bilhão de euros.

Dekkers expressou sua confiança para o ano fiscal de 2016: "Nosso objetivo éatingir um maior crescimento em vendas e lucros, com base em um ano recorde", disse o Presidente do Conselho de Administração. Esta previsão baseia-se na nova estrutura organizacional introduzida a partir de 1ºde janeiro de 2016 e assume a inclusão do negócio Covestro para o ano inteiro. Para 2016, a Bayer projeta vendas de 47 bilhões de euros. A empresa espera que o Ebitda cresça pelo menos um dígito.